domingo, 20 de abril de 2014

TEOLOGIA DA PROSPERIDADE A GRANDE HERESIA DA IGREJA CONTEMPORÂNEA

De tempos em tempos podemos comprovar que se levantaram grandes heresias na história da igreja, como exemplo podemos citar o gnosticismo que atua desde os tempos apostólicos, marcionismo, o montanismo, o arianismo início do século IV com o bispo de Alexandria Ario entre outras. Essas heresias foram combatidas e vencidas pela verdade da palavra através de grandes apologistas que Deus levantou na história como Irineu de Lião, Policarpo, Atanásio, Clemente de Alexandria, Augustinho de Hipona entre outros. E em nossos dias? Qual é a maior heresia que tem assolado os princípios da ortodoxia do cristianismo? Entre tantos, o maior desvio doutrinário dos dias atuais? Sem dúvida é a teologia da prosperidade, que ensina que os cristãos tem que ser ricos e ostentar grandes bens, também tem uma ênfase em curas e milagres, mas a prosperidade financeira é o seu grande cavalo de batalha, essa doutrina surgiu nos Estados Unidos, nos anos 40, oriunda das ideias do hipnotizador e curandeiro Finéias Parkhust Quimby (1802-1866), foi adaptado ao meio protestante por Essek W. Kenyon que pastoreou e fundou várias igrejas evangélicas, mas o principal divulgador no meio protestante foi Kenneth Hagin, fundador do Centro Rhema de Adestramento Bíblico. Hoje essa doutrina se espalhou não só nas igrejas neopentecostais, é assim que são conhecidas as igrejas adeptas dessa teologia, mas também nas igrejas tradicionais e até mesmo em outros seguimentos do cristianismo como Adventismo, Catolicismo Romano e etc. Já não se fazem mais templos simples com banquinhos de madeira, mas verdadeiros palácios luxuosos, climatizados com púlpito de cristal, poltronas acolchoadas. Tudo para atender a um novo tipo de cristão que se encaixa nesse perfil. Os princípios do cristianismo foram trocados por um verdadeiro exibicionismos de aquisições materiais. É incrível como esse ranço está impregnado nas igrejas, a ostentação, o luxo são agora o foco do evangelho, em uma entrevista com a irmã Marias Andrade da Costa, 70 anos, evangélica há mais de 30 anos, ela disse: “Tenho vergonha em visitar certas igrejas, pois parece que todo mundo tem um rei na barriga e nem se quer cumprimentam os pobres”, é triste ouvir esse tipo de comentário, a que ponto chegamos? Com toda certeza esse não era o intuito de Jesus quando nos ensinou sobre vida abundante, cristãos mesquinhos e idolatras de Mamon é o que muitos tem sido na verdade. Não quero dizer com isso que o cristão não pode ser rico, porém a um tipo de pessoa rica que pode ser salva, como se referiu um dos pais da igreja Clemente de Alexandria.

"O que o Cristianismo condena é o abuso é o excesso de afeição que o homem tem aos bens da terra e que o obriga a desconhecer o seu verdadeiro sentido e o seu valor limitado".
Clemente de Alexandria 180 D.C.

Cristo nos convida a viver uma vida de humilde e simplicidade (Mt 5:3-12; Mt 6:19-20), saibam que a maneira como gastamos os nossos recursos darão testemunhos contra nós perante Deus no dia do juízo (Tg 5:3). “Ostentação não tem nada a ver com o Cristão”, o consumismo é um vício que aprisiona e afeta os princípios bíblicos, fuja dessa maldição, escapa-te por tua vida. Divida o que tem com os pobres e com aqueles que os instruem na palavra (Lc 19:8; Gl 6:6), invista naqueles que tem compromisso em proclamar o reino, não em instituições corruptas que querem promover uma nova forma de indulgência, trocando as bençãos de Deus por bens materiais, você pode até está sendo abençoado e achar que tudo isso está vindo de Deus, mas o diabo é especialista em criar engôdos para atrair o crente (Tg 1:14; 2Ts 2:11), fujam da teologia da prosperidade, vivam uma vida de comunhão e santificação com Deus, em amor e simplicidade, façam do sermão do monte uma lei para suas vidas.(Mt Cap. 5). vejam também (Pv 30:7-9; 1Tm 6:3-11; Tg 5:1-3).

Autor: Irmão Jáder de Souza
Fone: (083) 8825-2244
Fonte: 
http://a-palavradosenhor.blogspot.com.br

quinta-feira, 10 de abril de 2014

PAIXÃO OU BANALIZAÇÃO DE CRISTO?

"Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê". Romanos 1:16"

Chegou em fim, a semana santa, um momento muito celebrado pelo cristianismo em suas mais diversas ramificações, por se tratar de trazer a memória, todos os fatos a cerca da redenção da humanidade, através do seu único e exclusivo salvador, Jesus Cristo, um momento em que cada ser humano deve refletir sobre o sacrifício do calvário, e vir ao arrependimento, mas, devido a proliferação das chamadas filosofias e ensinamentos modernos que promovem uma visão mundial humanística e moderna, não só a semana santa, mais também os eventos que narram a paixão de Cristo, tem sofrido uma forte influência desta "visão mundial", e isso tem banalizado de uma maneira geral o evangelho, e tem criado um cristianismo de caráter, filosófico que não transforma vidas e nem faz com que as pessoas, mudem de atitudes,em relação ao seu estado pecaminoso, tais eventos, não passam de meros entretenimentos baratos, escrito e contracenado por pessoas que não estão nem ai, para a causa do cristianismo, a paixão de Cristo, deveria levar as pessoas a uma conversão ao cristianismo e não a promover um Cristo como um "grande exemplo a se seguir" equiparando Cristo o nosso  Deus, com tantos outros homens extraordinários que já existiram na história da humanidade.
Grande parte das pessoas forma suas opiniões, com base em tudo aquilo que faz parte do seu cotidiano; a mídia, a sociedade, os entretenimentos, os livros, a visão dos políticos, artistas, pensadores que estão em cena e etc. e isso é de certa forma, uma tática diabólica de desvirtuar o sentido verdadeiro do evangelho, pessoas que não vivenciam o evangelho no seu dia a dia, jamais poderão transmitir uma mensagens que mude o rumo e a trajetória da vida de alguém. Qual é a sua opinião sobre Cristo? Como você chegou a essa opinião? Será que os seus pensamentos estão sendo iluminados por fontes confiáveis ou você é apenas mais uma vitima fabricada pelas "tsunamis" filosóficas modernas. Existe uma passagem bíblica que diz: "Cuidado que ninguém vos venha a enredar(prender em rede) com sua filosofia e vãs sutilezas, conforme a tradição dos homens, conforme os rudimentos do mundo e não segundo Cristo".(Colossenses. 2:8).
Não devemos esquecer que Cristo é o cordeiro de Deus que tira o Pecado do mundo e a mensagem do evangelho é levar o pecador ao arrependimento, Cristo é a providência de Deus para a humanidade perdida, e negar o Cristo e a sua obra vicaria é o maior pecado que o homem pode cometer. E que a bíblia, a palavra de Deus, é a única fonte confiável em que você pode formar opiniões sólidas sobre esse assunto. "Antes de mais nada, saibam que nenhuma profecia da Escritura provém de interpretação pessoal, pois jamais a profecia teve origem na vontade humana, mas homens falaram da parte de Deus, impelidos pelo Espírito Santo" (2 Pé 1:21,22)”.

Autor: Irmão Jáder de Souza
Fone: (083) 8825-2244
Fonte: 
http://a-palavradosenhor.blogspot.com.br


quinta-feira, 3 de abril de 2014

HARPA CRISTÃ EM SLIDES (POWER POINT) E PDF

Olá, aqui você pode baixar o Hinário Harpa Cristã em SLIDES e PDF. É só clicar no link. Lindos hinos da Harpa, isso é uma tentativa de resgatar o costume dos hinos tradicionais e sempre louvar músicas da Harpa Cristã, na verdade estamos sendo edificados, pois esses hinos são inspiradíssimos e a nossas vidas tem sido é abençoadas através deles.






é só clicar  - AQUI -